Garantia de colchões no Brasil

A garantia de colchões é uma incógnita no Brasil, e é por isso que o Dicas de Colchões vai te ajudar!

Garantia de colchões

De acordo com código do consumidor, todo produto tem a garantia legal de 90 dias para produtos duráveis.Como colchão e o Box se enquadram nesta categoria, você tem assegurado esse período mínimo de garantia por qualquer empresa.

Existe também a garantia contratual, em que o fabricante, ou fornecedor, acrescenta o tempo de garantia por vontade própria. Porém, pode ser que nem todo item tenha esse tipo de seguro.

Leia mais: Como escolher seu colchão em lojas de rua

Como funciona a garantia de colchões.

A vigência inicia com emissão da nota fiscal, com o prazo e condições estabelecidos pela empresa, no termo de garantia.

Hoje a maioria do mercado colchoeiro oferece para seus clientes apenas 1 ano de garantia.

Importante ressaltar durante a pesquisa na escolha de seu colchão, ler atentamente os tópicos relacionados aos itens cobertos pela garantia.

Existem mais de 15 tópicos que excluem a troca ou assistência de seu colchão. Entre eles limpeza, conforto, mudança de endereço e principalmente em relação a etiqueta. Sim a retirada de uma etiqueta pode invalidar totalmente a garantia mesmo que esta etiqueta não tenha serventia nenhuma no seu uso, este rotulo é perdida com muita facilidade entre as trocas de lençóis.

Mas porque a garantia dos colchões diminuíram?

Infelizmente,os colchões não fogem à regra do conceito de obsolescência programada, em que os fabricantes produzem já pensando em forçar o cliente a adquirir a curto prazo uma versão mais atualizada do mesmo produto. Hoje não podemos acusar as fabricantes, pois as empresas juram não utilizar desse conceito.

Contudo, percebemos na vivencia que este conceito já vem sendo aplicado há pelo menos uma década.Em algumas marcas internacionais, por exemplo dos EUA, a garantia é variável de 1 a 10 anos. No Brasil se limitam a 1 ano para todos os produtos nesse mercado.

Os mais saudosistas irão lembrar de propagandas de colchões como Trorion, Ronconi,  as  3 maiores fabricantes atuais, entre outros, que asseguravam a garantia de 10 a 12 anos de seus produtos. Hoje isso já não existe.

garantia de colchões

Algumas marcas ainda estendem a garantia para 5 anos, entretanto colocam algumas ressalvas. Dentro desse período, os tecidos seguem com apenas três meses, a espumação (pillow e matelasse) de 1 a 3 anos, e apenas as molas tem a garantia maior, o que já é uma vantagem sobre as concorrentes.

Algumas lojas utilizam a fakenews de que o Inmetro estabeleceu esta atribuição de garantia de um ano. Mas são conscientes de que alguns produtos só vão durar o tempo estabelecido pela garantia.

Veja o caso dos antialérgicos e anti-ácaros, em que a aplicação só irá durar no produto o período de um ano ou menos. Mas essa informação na hora da compra é bonita, porém sabemos que o anti-acaros não tem muita eficácia depois dos 6 meses.

Garantia vs vida útil dos colchões.

Garantia vs vida util dos colchões
Imagens Freepik.com

Cuidado para não confundir garantia com vida útil do produto. Todos os colchões têm que vir com certificado de garantia anexo ao colchão. Antes de comprar, verifique o certificado do seu produto e guarde a nota fiscal, pois são os dois comprovantes que atestam seus direitos como consumidor.

A vida útil de um colchão se dá a muitos outros fatores, como o uso adequado de roupa de cama, peso das pessoas e arejamento.

Os produtos oferecidos com dupla face, provavelmente terão uma vida útil maior, justamente pela possibilidade de revezar as faces, sem sobrecarregar e assim, evitando um desgaste maior em uma única face.

Vale lembrar que bons descontos exigem alguns sacrifícios. As garantias de tecidos não são aplicadas para colchões adquiridos de mostruário. Verifique atentamente se o colchão não tem avarias antes de leva-lo para casa, pois assim que entregue, você já não tem mais o direito a reclamação. 

Verificar o certificado de garantia do seu colchão é a melhor prevenção.

Qual o futuro dos colchões?

Atualmente marcas como Zissou e Guldi empresas no formato Bed in a Box tem oferecido 5 anos de garantia para seus clientes vale a pena conferir as startups que fazem sucesso no mercado de colchões.

Pelo que pudemos acompanhar a garantia destas empresas não há asteriscos que induza o cliente achar que a garantia é total e depois de alguns anos descobrirem que a garantia era parcial como a maioria das fabricantes.

Guldi 5 anos garantia dicas

Postagem Instagram semana do consumidor

✅A 4ª dica de como escolher colchão é a GARANTIA, se você realmente quer saber quanto tempo seu colchão irá durar, leia o certificado de garantia. Existe uma diferença entre Vida útil 🆚 garantia, ler o certificado você irá encontrar muita inconsistência em relação as propagandas!
. ✔Neste certificado você encontra informações que muitos vendedores não lhe contam, como troca por conforto ou a lei que permite o afundamento do colchão e principalmente a diferença entre garantia total e parcial das máterias primas.
. ⛔Uma fake news muito disseminada é que o Inmetro e a ABICOL determinaram a garantia máxima de um ano!
. 🤷Alguém ja viu um Recall de colchão? Colchão é um produto que sofre influência de temperatura, umidade e armazenamento e pode ter alguns vicios ocultos como qualquer outro produto, Por isso a garantia é o unico documento que lhe dá poderes em relação as empresas. Todo produto está passivel de erro e minimizar este risco é fundamental.
. 🤔Uma dica coloque nas redes de pesquisa (google) :Reclame Aqui + “Marca do seu colchão” + garantia de 1 ano. .

Você verá a magica de quantas reclamações de pessoas leves que acreditaram na “garantia” de 10 anos se decepcionarem com a garantia verdadeira.
. 🔝Nos EUA as empresas tem dado garantia de 10 a 20 anos portanto verifique sempre o documento escrito pois quem dá a garantia é a fabrica dificilmente será o vendedor.

#consumidor#semanadoconsumidor#colchao#colchoes#dormirbem#saude#dicasdecolchoes#garantia

Postagem Instagram sobre garantia de colchões na semana do Consumidor


Leia mais: Colchões Bed in a box o famos colchão na caixa

Leia mais: Como escolher colchão

Esperamos ter ajudado novamente a escolher seu colchão. E lembrem-se da dica mais importante do artigo, garantia é diferente de vida útil de colchões.

Siga nosso facebook : facebook.com/dicasdecolchoes

Sobre o autor Marcelo | Website

Marcelo Katayama fundador do site. Atua como consultor de marketing digital para pequenas empresas de forma autônoma e atua com marketing de afiliados. Trabalhou 10 anos no mercado de colchões como vendedor, gerente comercial de lojas e analista de marketing em lojas multimarcas e lojas com direitos de uso das marcas Castor, Ortobom. Atuou em agências como FBS Midia e Grupo RBS como executivo de contas e foi Gerente de Relações Públicas no Grupo Colombiano JOM. Formado em analise de sistemas pela FATEC-SP e especialização Google Ads Expert Search pela Goobec Brasil.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

14 Comentários

  1. Moises de sousa. disse:

    Gostei do artigo obg!

  2. Oi Marcelo, ótimo artigo. Mas tenho uma dúvida real: comprei um colchão D28 light ortopédico da Ortobom em fev de 2019. Em fevereiro de 2020, a placa que creio ser de madeira ou coisa parecida de dentro desse colchão, estava afundada e um lado da cama. E quando afundou parecia que alguma coisa tinha quebrado. Meu filho de 16 anos que usa o colchão, pesa 65kg. Mandei e-mail na loja onde comprei mas logo veio a quarentena e não o tive retorno. Esta semana estive na loja e eles falaram para entrar em contato direto com a Ortobom. Agora pergunto: um colchão ortopédico é pra durar somente 12 meses? Quais direitos eu tenho?

  3. Marcia Zeraib disse:

    Nos últimos 15 anos, já tive que trocar de colchoes umas 8 vezes.
    Já compramos diversas marcas, pagamos em média R$ 5 mil por colchão, o que indica que não são dos mais baratos mas tb não mais dos mais caros, mas têm aguentado 6 meses, algumas vezes conseguimos a troca, aguentamos por mais 6 meses e então chega a hora de trocar novamente.
    Meu marido é alto 1,90 e pesa cerca de 90 kg, eu tenho 1,59 e 65 kg, ou seja, não era para acontecer isto!!
    Estamos desesperados sem saber para onde correr! Se espuma, molas, molas ensacadas separadas ou coligadas, densidade 30/33, marcas….. enfim… Pedimos socorro.

  4. Hector Toscanini disse:

    Olá Marcelo,

    Não muito diferente dos casos já colocados acima, minha esposa e eu (85kg e 52Kg) estamos indo para o terceiro colchão em menos de 5 anos, sempre marcas boas e produtos caros, mas mesmo fazendo a rotação de 6 em 6 meses o produto deforma com o tempo.

    Existe alguma marca ou produto que seja 100% Latex ou produto equivalente que possa garantir um sono confortável? Qual a sua opinião sobre os colchões Flow ou Emma?

    Obrigado

  5. Eziane disse:

    Ola, levaram meu colchao a seguradora sem deixar outro no lugar, ele da bolinhas e rasga. Ja foi trocado durante a garantia da loja pelo mesmo problema, mas a pessoa que analizou so foi na minha casa fazer a analise. A seguradora pode fazer isso, pois nao tenho outro lugar para deitar.

    • marcelo disse:

      Olá Eziane, não sei te responder esta sua duvida, cada loja ou fábrica trabalha de formas diferentes, Seguradoras também, sugiro questionar a loja, verifique seu certificado de garantia no que ele cobre e como e quando são feitas, pois a maioria das trocas ocorrem simultaneamente.
      Espero ter ajudado.