Quando Trocar o colchão? Mitos e Verdades

Ultimamente temos visto as redes sociais de algumas lojas e até mesmo de site oficiais de indústria de colchões publicando o assunto: quando trocar o colchão?

Quando trocar o colchão!
Quando trocar o colchão?

Fizemos um artigo sobre este assunto que talvez você consumidor pense melhor a respeito das marcas de colchões que você escolhe.

Talvez este artigo seja mais um artigo polêmico, mas quem se incomodar que mude sua postura no mercado, pois o consumidor tem direito de saber a verdade.

Veja algumas frases que encontramos na internet quando o assunto é trocar de colchão:

Colchão tem que se trocar a cada 5 anos de acordo com a OMS

Mito: Não encontramos nenhum relato nas principais mídias com esta afirmação, e muito menos nos site da OMS.

Olhando mais a fundo empresas brasileiras estão publicando este tipo de informação.



E as informações sobre isso encontradas na internet são informes publicitários das mesmas e não um assunto de saúde pública assinado por um especialista.

Colchão depois de 2 anos tem mais de 2 milhões de ácaros:

Verdade:  Se você não trocar com frequência ou não utilizar roupas de cama, sim um colchão pode ter mais de 2 milhões de ácaros.

Mas se você analisar todo vendedor te diz que seu colchão tem antiácaro, e como isso é possível?

Os antiácaros tem uma vida útil menor que 6 meses por isso a proliferação destes microrganismos se encontra no seu colchão após simples meses de uso.

Qualquer alergista será enfático, o que não se pode lavar o ácaro vai estar!

O melhor é você utilizar um protetor impermeável e boas roupas de cama e trocar frequentemente.

Imagine seu quarto como um quarto de hotel, troque sempre sua roupa de cama.

Colchão de molas tem vida útil maior que espuma:

Mito: Esta afirmação você precisa entender que a empresa está falando sobre ela e não sobre o mercado,

Nosso site é enfático: você não dorme diretamente sobre as molas, existem 3 outros componentes antes de você deitar sobre as molas e com isso você define o que é bom pelo conjunto da obra e não somente por ser mola ou espuma.

Leia mais: Colchão de molas ou espuma, Qual é o melhor?

Látex é melhor que a espuma tradicional troque por um colchão de látex!

Mito: Toda matéria prima tem suas vantagens e desvantagens e aqui não seria diferente.

Para você ter essa afirmação é necessário no mínimo 5 perguntas.

1-Qual a densidade do látex e da espuma analisada?

 Existem boas e ruins para ambas.

2-Látex 100% natural ou Látex sintético?

Isso faz uma grande diferença!

3-Colchão de látex ou colchão com látex?

Alguns Colchões com látex muitas vezes é menor que 2% da estrutura do colchão.

Por isso é fundamental descobrir se é de látex ou apenas uma lamina pequena para encarecer o produto.

4-Espessura do látex utilizado?

Tem marcas que utilizam 1 cm de látex e dizem ser um colchão de látex

5-Garantia do colchão?

1 ano de garantia ou 90 dias é o mais comum no mercado e isso diz mais sobre o colchão do que as propagandas.

Reafirmamos com a garantia de 1 ano você consumidor não tem nenhum direito após o vencimento da garantia, é perder tempo com PROCON ou alguma ação judicial. Você vai perder.

A propaganda de ser melhor não te dá direito de ganhar uma ação judicial.

E lembrando quando alguém diz que uma matéria é melhor que a outra elas está falando do produto que se encontra no seu portfólio e não do mercado em si.

Portanto pra definir que o látex é melhor que espuma verifique o contexto.

Uma dica que eu dou é:

Pergunte se colchão oferecido dura mais que um Tempur?

Tenho dores nas costas está na hora de trocar o colchão?

Meia verdade: Se você tem um colchão fora da garantia é provável que você tenha que trocar seu colchão. (lembra da garantia de 1 ano??)

De acordo com especialista em coluna: 60% das pessoas tem ou devem ter problemas de coluna, e o colchão não é o único vilão.

Alguns destes cenários são também os maiores vilões para dores nas costas:

Portanto, verifique se teu problema é crônico ou é passageiro, se você tem uma rotina saudável.

Lembra que não existe o melhor colchão e sim existe aquele que atende melhor suas necessidades?

Colchão muito firme ou muito macio comprados pela propaganda tem os maiores índices de reclamações dos consumidores, por isso verifique se o colchão é o ideal e procure por um fisioterapeuta entre outros especialistas avaliar suas dores.

Leia mais: Como escolher colchão!



Levando em consideração estas afirmações, a troca do seu colchão se deve a alguns fatores:

Quando e porque trocar o colchão:

Manchas

Se você troca frequentemente sua roupa de cama e utiliza protetores impermeáveis e seu colchão está fora da garantia, considere pois manchas de suor, urina além de serem mais acidas que uma água convencional, a umidade faz com que a espuma perca sua resiliência e propriedades e aumente o acúmulo de ácaros e seus dejetos.

Colchão afundado

O seu colchão cedeu mais de 10% do tamanho original, troque o imediatamente existe grande probabilidade de você ter problemas de coluna.

Colchão com problemas estruturais visiveis

O teu colchão um lado afunda muito mais que o outro? troque.

Se sentir que existe algo estralando como se fosse uma madeira trincando, verifique se existe na etiqueta madeira confirmando essa informação, troque pois a madeira cedeu.

Trocar o colchão que faz barulho

troque quando o colchão faz barulho
Colchão que faz barulho

Caso venha a escutar que seu colchão faz aquele barulho típico de isopor friccionando, verifique se teu colchão tem poliestireno expandido(isopor), se sim, troque seu colchão.

Colchão com isopor trincado ou esfarelando fazem barulhos e por isso você deve trocar pois pode deixar um colchão desnivelado.

Se o teu colchão é de molas e não for ensacadas, colchão de molas não ensacadas faz barulho quando está fora da garantia, e com isso é um sinal para trocar seu colchão.

Colchão vencido depois da garantia

Sim, esta é uma afirmação das próprias empresas e com isso você ficar apostando na “vida útil” do seu colchão é uma roleta russa, lembrando que uma mola ela tende a voltar ao tamanho original, mas se a espuma é de baixa qualidade e a mola perdeu sua resistência em mais de 30% não será possível você analisar visualmente e nem tecnicamente,

Por isso a maioria das empresas se apegam a norma 15413-1 da ABNT que para ser defeito seu colchão tem que estar cedido em mais de 10% do tamanho original.

 Neste caso você precisa pedir a uma pessoa que olhe como você está dormindo, se seu corpo está ou não alinhado.

Se a outra pessoa disser que você está com a coluna totalmente torta, considere trocar seu colchão.



Acordar mais cansado que o normal:

 Esta afirmação é um conjunto das citadas acima, se seu colchão está ruim é muito provável que seja o colchão, mas considere se você está tendo uma rotina de vida saudável, e seu emocional está positivo, considere trocar seu colchão.

Vejo muitas variáveis para você acordar cansado e com isso se seu colchão pode ou não ser o vilão.

Até mesmo a temperatura, a luminosidade, barulhos e ou mesmo o ronco do cônjuge pode ser fatores de uma noite mal dormida.

Consulte o Reclame Aqui da empresa:

Pesquise como as empresas tratam os consumidores, analisem completamente se a reclamação é de problemas de afundamento ou de pós venda.

Colchão afundado e com respostas evasivas é um indicio de que a empresa não liga para seu sono.

E veja se existem reclamações parecidas com seu caso.

Se tiver problemas com afudamento e o colchão com garantia de 1 ano e a empresa falar que o problema não é dela….

Considere trocar pois a probabilidade de você dormir mal é grande e não ter solução jurídica é maior ainda.



Conclusão de quando trocar seu colchão?

Trocar o colchão deveria ser a cada 5 a 10 anos, mas infelizmente não podemos afirmar devido a inconsistência das informações, por isso:

  • Não confie cegamente nas propagandas,
  • Leia o atentamente a etiqueta e o descritivo do seu colchão
  • Avalie seu quarto, a temperatura, as cores, luminosidade e os barulhos externos.
  • Avalie seu emocional.
  • Leia atentamente a garantia e as condições de tratamento e pós vendas no site reclame aqui para trocar seu colchão.
  • verifique os problemas estruturais como manchas de umidade , afundamento e barulhos diferenciados.

Se tiverem estes problemas e fora da garantia, troque seu colchão!

Gostaram? Com estas informações, e se ler atentamente o certificado de garantia do seu colchão, você irá encontrar essas informações citadas.

Não inventei, apenas traduzi o que a maioria das pessoas não leem, virar seu colchão a cada 15 dias não é a única solução de um colchão!

Caso queiram mais informações sobre garantia e vida útil, pesquise “mattress warranty” tradução para garantia de colchões em inglês, e você irá descobrir que no mercado americano e Europeu as empresas concorrem com quem dá mais garantia ao consumidor!

Quando trocar o colchão, lembrem-se do nosso site!

Se tiver alguém precisando trocar o colchão, recomende nosso site ou nosso instagram!

Você vai gostar também:

Colchão à vácuo, qual é o melhor?

Os melhores colchões na caixa Brasil!



Sobre o autor Marcelo | Website

Marcelo Katayama fundador do site. Atua como consultor de marketing digital para pequenas empresas de forma autônoma e atua com marketing de afiliados. Atualmente é o maior blogueiro imparcial de colchões do Brasil, com mais de 30 mil visitantes únicos por Mês (SEMRUSH E GA) Trabalhou 10 anos no mercado de colchões como vendedor, gerente comercial de lojas e analista de marketing. Atuou em agências como FBS Midia e Grupo RBS como executivo de contas e foi Gerente de Relações Públicas no Grupo Colombiano JOM. Formado em análise de sistemas pela FATEC-SP com especialização em Google Ads Expert Search pela Goobec Brasil

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

6 Comentários