Qual o pior colchão? Saiba como detectar

Na caixa de perguntas, infelizmente temos esta dúvida frequentemente, Qual o pior colchão ou qual a pior marca de colchão?

o pior colchão
Existe o pior colchão?

Para quem quer saber qual o pior colchão, precisamos analisar o contexto.

Nosso site é enfático, não existe o melhor, logicamente não temos como apontar o pior também.

Mas podemos dar dicas de como não escolher de forma errada.

Se preferir já escrevemos um assunto sobre – 5 Erros na compra de um colchão.

Dificilmente vamos afirmar que uma marca é a pior.

Qual é o pior colchão?

O pior colchão se chama Venda Errada ou Compra Errada! Todo colchão tem vantagens e desvantagens, independente de valor.

O maior vilão do colchão ruim é a venda errada tanto por parte do comprador quanto do vendedor que apenas vende para bater metas.

Como assim por parte de comprador?

É meus leitores, tem consumidor que compra colchão por beleza, influencers, e sites que empresas criam falsamente para ludibriar você consumidor.

Estas dicas é para quem vai comprar pela internet, sem experimentar ou pessoas que pesquisam mas não olham a veracidade das propagandas.

Vamos lista-las:

Altura avantajada

Colchões altos na mente do consumidor é de maior qualidade, sendo que quanto maior a altura do colchão, maior o buraco permitido.

Muitas empresas nem colocam tanto material de qualidade para ter alturas avantajadas.

Encontro facilmente colchões com 20 cm de isopor na composição.



Cores

Um outro exemplo que aconteceu comigo.

Eu já perdi vendas aqui em Curitiba por que a lateral dos colchões eram vermelhos e outras por causa da cor verde.

Pois a rivalidade entre atlheticanos e coxas brancas falou mais alto que a qualidade do produto.

Outro caso que vejo com frequência é de cromoterapia, já encontrei colchões com essa finalidade.

Se você acredita que colchões debaixo de lençol vai ter efeito das cores pelo tecido, é uma escolha sua, mas utilize a razão na hora da compra.

Preço

Tem gente que compra por preço.

Quando uma pessoa compra por preço baixo, não dá para fazer mágica.

E o que percebo que quem compra os modelos barato, não liga pra qualidade.

Tem consumidor que compra por preço alto, pois se o produto é caro, é de qualidade.

Já tive compradores que compraram o mais caro da loja e se arrependeram pois ele queria o mais caro e não o melhor para o biótipo e tipo de conforto adequado.

Influencers

E o caso mais recente são de influencers.

Alguns influencers por dinheiro dizem ter o melhor colchão, tem o travesseiro que curou as dores.

Eu que conheço o mercado, percebo com muita facilidade o que é pago e o que realmente foi comprado por livre espontânea vontade e o influenciador avalia de forma positiva.

E muita gente compra por achar que é um review, mas lembrem-se todos os colchões tem suas particularidades, o que é bom para você, pode não ser bom para outros.

Portanto não dá apenas para colocar culpa no vendedor quando você se influencia por querer ter o mesmo produto que outra pessoa tem.

Já me questionaram, se o Dr fulano indicou é por que é bom.

Já vi no site reclame aqui e nas redes sociais, consumidores reclamarem por que viram a propaganda, e compraram porque era uma pessoa de confiança.

Por este motivo eu digo, saiba diferenciar, propaganda com avaliação.

Brandig versus venda.

Os influencers são importantes para as marcas e acho legal e importante pelo alcance que oferecem.

O legal do trabalho dos influenciadores é que a maioria oferecem cupons de descontos, deixando mais atraente a publi.

Você colocar na sua lista a marca que o influencer indicou acho muito válido, mas não que seja o fator determinante para você fechar a compra de um modelo especifico.

Prova social é um gatilho mental, e as empresas sabem disso e o influencer neste momento é ideal para fazer este tipo de campanha.

Quando um influencer te indicar e falar pelo menos 1 vez a frase “não indico para pessoas x” ou passe a mensagem que não é para todos o produto, aí sim é válido, pois ele tem a consciência que ele pode prejudicar pessoas numa eventual compra errada.

Mas quando não há essa mensagem ele deixa de ser um influencer/consultor e sim um vendedor.

Se você entender que propaganda de marca é diferente de review de um modelo, acho válido, e gosto muito, pois são propagandas mais reais e com ótima interação.

Outra forma de detectar é, se tiver a informação, publicidade, propaganda ou alguma hashtag indicando #parceria ou #publi

Com isso o influencer deixa claro para o seu público a intenção.



Venda errada o vilão do pior colchão.

Lembra que o colchão mais caro ou mais bonito não deve ser um motivador para fechar a compra?

Infelizmente, a maioria dos vendedores são treinados para vender o mais caro.

Se você já leu o meu artigo, como escolher colchão em loja física já falei sobre o assunto e vamos relembrar.

  • Não escolha com a palma da mão.
  • Evite comprar pela cor da lateral.
  • Não compre pela altura avantajada, sem antes ler a etiqueta e garantia.
  • Jamais escolha com a finalidade de cura e milagres.
  • Acreditar que o influencer que se joga e pula tem o melhor colchão.

Tecidos bonitos e aconchegantes.

Tecido aconchegante e alto, inegavelmente é delicioso, mas você vai usa-lo sem lençol na sua casa?

Faça esta pergunta antes de comprar, pois numa venda e qualquer curso de vendas utilizar a sinestesia é fundamental em uma compra.

Visual, sensorial é fundamental para fechar uma venda de colchão mais caro. Nada de novo até ai.

Mas você tem que pensar que sua coluna e suas horas de sono são mais importante e que você vai usar lençol protetores entre outros acessórios.

Apenas uma marca, eu vi colocar roupas de cama para o consumidor experimentar na loja.

Em 14 anos de experiência nunca vi um vendedor oferecer esta experiência.

Portanto, peça ao vendedor que você quer experimentar o colchão com um lençol ou protetor.

Você irá perceber na hora a diferença, tanto a reação do vendedor, quanto como um lençol faz diferença na escolha.



Cores da lateral.

Já vi vendedores vender cromoterapia, que são as terapia das cores.

Se você não for usar o lençol e acredita nesta terapia? Compre e seja feliz.

Se o vendedor insistir, pergunte qual a garantia de que isso funciona. Ele vai mudar o assunto rapidamente.

Outros vendem alta gramatura tecidos nobres para lateral de um colchão…

Se você é alérgico, sabe que a lateral do colchão é como se fosse um tapete ou cortina. Vai estar cheio de poeira e consequentemente de ácaros.

Se você não pode lavar o colchão, você vai precisar protege-lo, e proteção são lençóis e protetores que vão cobrir o seu colchão.

Altura avantajada

Eu tenho acompanhado o mercado de colchão de luxo, e posso afirmar, colchões altos, geralmente são colchões para vender mais caro.

A marca Restonic/Orbhes é uma marca que tenho indicado aqui e tem vários modelos acima de 36 cm.

Os colchões da marca que tem esta altura avantajada, ou são dupla face ou são colchões com duplo molejo ou com muita matéria prima diferenciada.

A marca me permite ler a etiqueta e falar tudo sobre o que tem dentro do colchão.

Por isso indico de forma imparcial a marca Orbhes/Restonic pois são colchões de luxo que eu tenho acesso integral da etiqueta.

Eu dificilmente indico um colchão acima de 32cm se não tiver contrapartidas que realmente vá ajudar o consumidor a dormir bem.

Por este motivo, existem marcas que dizem ter o melhor colchão e que não estão em meus reviews.

Pode ser que algumas marcas não pontuem neste quesito, pois um dos pontos cruciais nas avaliações é:

Eu preciso ler a etiqueta e falar para você leitor.

Colchão com isopor e espumas de baixa densidade ou espuma aglomeradas são encontradas facilmente e são as que mais dão dores de cabeça ao consumidor.

Pois todo colchão pode afundar sem você deitado 10% do tamanho original.

é uma norma federal e que as empresas utilizam desta norma.



Promessas de cura.

Controverso ou não, todos os colchões são terapêuticos.

Se você analisar um colchão é feito para você dormir, e dormir é fundamental para nossa sobrevivência.

Seria a mesma coisa que beber água é terapêutico.

Você precisa dormir, é função vital, por isso as empresas colocam que o colchão vai ter algum tipo de efeito.

Se você não dormir, você vai adoecer, Dormimos cerca de 1/3 da nossa vida.

Por isso as empresas de cura e milagres se resguarda neste entendimento.

Você precisa trocar a palavra colchão por dormir.

  • Colchão não cura o câncer, dormir bem ajuda a prevenir câncer.
  • Dormir melhora minhas funções cognitivas, o colchão não te deixa mais inteligente.
  • Dormir bem ajuda na recuperação muscular, o colchão não tira as suas dores.

Reparou o jogo de palavras? Muda todo o contexto.

Por isso as empresas não respondem judicialmente pelos efeitos de cura, pois no contrato não existe o efeito esperado.

Colchão não é remédio parte 1

Todo remédio precisa da informação de efeitos esperados de acordo com a ANVISA

Os colchões não são remédios.

Por isso todo colchão é terapêutico, olhando pelo prisma de dormir.

Por que tem gente que dorme em rede ou no chão, em molas ou espuma e se sentem bem?

  • Devido a nossa necessidade de dormir todos os dias.

Nunca compre pela promessa de cura ou milagres, compre para que você tenha boas noites de sono.

No reclame aqui você vai descobrir que as empresas dizem não ter efeitos de cura.

Coloque no GOOGLE

“Marca + cura + reclame aqui”

“marca + terapêutico + reclame aqui”

“Não funciona + marca + terapêutico + reclame aqui”

Veja a mágica e as respostas das empresas, a maioria diz não curar ou ter efeitos terapêuticos e colocam a culpa no vendedor independente.

Outra dica, veja se a empresa coloca massageador ou oferece um outro produto que ajuda a eliminar enfermidades.

Concorda que massagem é uma terapia? Ajuda em muitos aspectos, por isso as empresas estão dizendo curar ou prevenir nestas funções, pois o colchão em si não pode ter o efeito desejado de forma contundente.

Colchão não é remédio parte 2

Outro ponto a se pensar: Algumas funções existem na área da saúde, e o jogo de palavras é usado novamente.

Um exemplo: Infravermelho usado na fisioterapia.

Automaticamente os vendedores colocam o infravermelho de forma isolada para oferecer o beneficio de cura.

mas não prometem que vai curar sua enfermidade por estar no colchão, da mesma forma que um fisioterapeuta utiliza a laserterapia nos procedimentos.

Pense assim, um jogador de futebol com problemas no joelho usar infravermelhos para tratar, ele usa o infravermelho no pescoço?

Portanto as empresas utilizam este subterfugio para indicar cura, que na verdade são casos isolados que se não forem utilizados de forma correta não tem eficácia nenhuma.

Outro ponto a se pensar, um remédio tem data para você começar e data para de terminar, por que o colchão terapêutico você vai usar por anos?

Pense nisso. Será que você vai estar tomando remédio mesmo sem precisar?

Por isso eu digo compre colchão para dormir bem, não para curar enfermidades.

Um médico honesto não vai indicar um colchão para o tratamento, ele vai indicar um colchão que possa ajudar o tratamento, fisioterapia e remédios serão os componentes vitais para sua recuperação.



Influencer ou review parcial

Compra errada ultimamente está por causa de alguns influencers e artistas.

Que as redes sociais são um grande marketing? E que os influenciadores digitais tem mais engajamento e poder de venda que muita propaganda?

Da mesma forma que existem bons profissionais existem os maus.

Por dinheiro as pessoas falam o que quer. Portanto verifique sempre o contexto, se é publicidade ou avaliação imparcial.

Marcas estarem em evidência é totalmente natural, mas você leitor tem que separar o que é marketing versus avaliação.

Por isso eu digo colchão é pessoal cada pessoa dorme de um jeito, tem um biótipo diferente de você.

é igual roupa em manequim ou em modelos de agência de modas.

A roupa vai ficar bonita na modelo, não quer dizer que vai ser bom para você!

Pense nisso. Falamos no inicio do artigo os benefícios que os influenciadores tem no marketing e vendas e que existem os bons e os ruins.

Sites Parciais

Existem sites que dizem premiar o melhor colchão, e se você não checar a veracidade, você vai pegar o primeiro colocado como o melhor.

São sites feitos por empresas e lojas de colchões, mas que em letras miúdas fingem ser imparciais.

Cuidado com esses sites.

Geralmente eles tem o domínio ou nome nas redes sociais como “melhor”.

Como não existe um órgão fiscalizador com esse intuito, muitos sites são fabricados para “premiar” os colchões.

Colchão sem selo do INMETRO

Boa parte dos colchões sem o selo do INMETRO, são de empresas que trocam de Razão Social com alta velocidade.

O único tipo de colchão sem selo do INMETRO são colchões de látex, onde é necessário pelo menos 70% da estrutura ser feito de látex de origem natural.

Algumas empresas dizem ser de látex apenas para fugir da fiscalização.

Para saber se é marketing ou é realmente de látex, verifique se a empresa comercializa outro tipo de produto, como colchão de molas ou espuma.

Todos colchões de molas ou espuma é preciso a certificação, este tema eu abordo no artigo como escolher colchão de látex.



Colchão Barato.

Existem colchões baratos e que muita gente compra devido a situação econômica, isso não é novidade.

Por este motivo eu evito de falar mal de colchões baratos, pois existe demanda e na minha opinião é uma lacuna a ser preenchida.

Colchões baratos precisam ter espuma aglomerada reciclada, isopor, tecidos simples, molas de menor qualidade e menor quantidade.

Não existe segredo e as pessoas que compram pelo menor preço em varejistas com essa finalidade, sabem que o colchão tem uma qualidade inferior.

Geralmente são conjunto box conjugados e ou de baixa estatura e densidade pequena.

O chamariz é o preço baixo, com isso a qualidade é menor e o consumidor sabe que não é propaganda enganosa.

São ruins, mas preenche uma lacuna que não deveria existir.

Os piores colchões são:

  • Colchão com apelo de cura sem embasamento médico.
  • Marcas que não tem selo do INMETRO.
  • Colchões baratos sem qualidade.
  • Colchão que não vem com garantia e descritivo o que tem dentro.
  • Colchões que se passam como melhor em sites parciais.
  • Marcas que contratam influencers para fingir avaliação ou dar um depoimento de prova social.
  • Quando a meta do vendedor é mais importante que a suas noites de sono.

O intuito deste artigo é o de alertar, você que acompanha a mais tempo sabe que tudo que foi dito neste artigo você encontra na nossa página inicial.

O Pior colchão considerações

Todo colchão tem vantagem e desvantagem, sempre verifique a idoneidade das empresas.

O pior e o melhor colchão vai depender do ponto de vista de cada individuo.



Você vai gostar também

Sobre o autor Marcelo | Website

Marcelo Katayama fundador do site. Atua como consultor de marketing digital para pequenas empresas de forma autônoma e atua com marketing de afiliados. Atualmente é o maior blogueiro imparcial de colchões do Brasil, com mais de 30 mil visitantes únicos por Mês (SEMRUSH E GA) Trabalhou 10 anos no mercado de colchões como vendedor, gerente comercial de lojas e analista de marketing. Atuou em agências como FBS Midia e Grupo RBS como executivo de contas e foi Gerente de Relações Públicas no Grupo Colombiano JOM. Formado em análise de sistemas pela FATEC-SP com especialização em Google Ads Expert Search pela Goobec Brasil

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!