Por que não comprar o colchão durante as obras.

Muitas pessoas compram o colchão durante as obras de casa e nós não recomendamos esta prática com muita antecedência.

não compre colchão durante as obras

Muitas vezes alguns consumidores acham uma boa ideia, principalmente em épocas de desconto como Black Friday e datas comemorativas.

Outros preferem já comprar pois vai ter gente para receber o colchão e muitos compram pois tem um dinheiro extra para comprar à vista e já eliminar esta pendência.

Existem também os recém casados que já ganharam alguns presentes antes de se mudarem definitivamente.

Mas se a sua obra for demorar mais que 30 dias, evite comprar.

Não indicamos comprar colchão durante as obras por uma série de motivos e são eles.

  • Garantia.
  • Armazenamento incorreto.
  • Sujar ou avariar.

Garantia

A garantia legal de um colchão é de 90 dias, para todos os componentes e situações.

Costura, sujeira, manchas, rasgos, deformação, afundamento entre outros.

Esta garantia é a mais fácil de você trocar, reaver seu dinheiro, pois após esta garantia de 90 dias, apenas é a garantia contratual.

Muita gente não sabe mas a garantia contratual, contempla apenas alguns componentes como espuma e molas.

Afundamento, rasgos, bolinhas, manchas de fabricação e fios soltos muitas empresas não são obrigadas a trocar/fazer assistência ou devolução de valores depois desta garantia legal.

Vai depender o que está escrito na garantia contratual.

Curiosidade

Outra informação importante é:

No momento que a empresa fatura seu produto começa a correr esta garantia de acordo com a nota fiscal.

Portanto se seu colchão estiver avariado e mesmo que você não tenha utilizado, a garantia se aplica pela data da nota fiscal.

Percebo que muitas, mas muitas pessoas tem esse hábito, não só para obras, mas quando vão fazer viagens longas ou mudar de residência.

Olhando o site Reclame Aqui as empresas só atendem casos que está explicito no certificado de garantia.

Procure empresas que vão fabricar um colchão novo e entregar sempre dentro de um prazo razoável.

Existem as empresas que vendem, mas enviam a fabricação do produdo por alguns períodos mais longos para você aproveitar que seu colchão realmente seja novo e com o faturamento na data da entrega.

Outro ponto importante é:

As empresas no Brasil estão dando apenas 1 ano de garantia nos colchões.

Quem perde é o consumidor e se você não for usar diminui o tempo que já é pouco.

Antigamente as garantias de colchões eram de 10 a 15 anos e atualmente a maioria dão apenas 1 ano, ou a garantia é parcial para molas e espumas.

Existem empresas que dão de 1 até 15 anos.

MAS ATENÇÃO!!!!

A garantia é sobre afundamento e principalmente por componentes.

Veja o quanto o colchão pode ceder e o que contemplam a garantia contratual do colchão.

Lembrando que garantia de molas e espuma nos colchões tem prazos diferentes.

Por isso evitar de comprar com muita antecedência para evitar aborrecimentos.

Sempre alertamos no site: a regra é clara, apenas a garantia de colchão te ajuda em casos de problemas.

Promessas verbais e propagandas enganosas são os que mais afetam o consumidor de colchão avariado.

Acredito que este argumento seja forte para que você evite comprar seu colchão durante as obras.

Leia mais: 5 erros na compra de um colchão

Armazenamento incorreto do colchão durante as obras.

Você sabia que os colchões de molas não podem ser armazenados na vertical ou de forma chanfrada em alguma superficie?

Deixar o colchão de molas de pé principalmente se forem ensacadas individualmente as molas podem sair do lugar.

E se o colchão for de outro tipo de mola, mas a lateral e bordas forem de espuma pode danificar seu colchão.

Deixar o colchão a 30º a 60º também pode danificar o produto.

colchão danificado.
Evite deixar o colchão na forma chanfrada.

Locais úmidos, pesos de material de construção e até mesmo outros móveis podem avariar o seu colchão.

Já encontramos muitos montadores, entre outros prestadores de serviço tirando cochilo e/ou sentado em cima do colchão.

Por isso nós não recomendamos você comprar o colchão com muita antecedência.

Muitos colchões não são 100% embalados corretamente, podem ter furos e rasgos no plásticos.

Sem contar que algumas empresas reembalam o colchão com fitas adesivas o plástico usado.

Onde entra o tópico 1, se der problema e foi um terceiro que estragou seu colchão, a garantia não cobre.

Fique atento.

Sujar e avariar seu colchão durante as obras.

Este tópico tem a ver com os 2 primeiros.

Durante as obras há muita poeira, tintas, movimentos bruscos e passagem de inúmeras pessoas durante as obras.

Além dos materiais e produtos pesados que passam pela casa.

Se o colchão sujar ou avariar durante a obra é mais difícil de detectar, além da garantia estar correndo.

Existem hoje os colchões na caixa, estes além de estarem na caixa, estarão dentro de uma embalagem a vácuo.

Marcas como Zissou e Bed In The Box são um exemplo.

Estes colchões à vácuo além da embalagem ser mais segura contra poeira e sujeiras, o armazenamento pode ser em pé ou deitado.

Por estarem enrolado, uma terceira pessoa não tem como tirar um cochilo.

Outro beneficio por estarem enrolados eles ocupam um espaço menor, dessa forma colchões King Size ou Queen Size, o transporte e a entrada em elevadores e sobrados são facilitadas.

Portanto, se você precisa comprar o colchão durante as obras, lembrem-se desta dica dos colchões na caixa.

MAS ATENÇÃO.

Colchões à vácuo tem um período para ficar enrolado, por isso verifique quanto tempo você vai demorar para abrir e usar o seu colchão.

Esperamos que você tenha gostado deste artigo, pois apenas é um conselho, se for possível evite comprar o colchão durante as obras, mas se não for possível, fique atento as nossas dicas.

Você vai gostar também:

Review do colchão Shippable, o colchão assinado pelos astros Irmãos à obra

Review do colchão Guldi Firme

Sobre o autor Marcelo | Website

Marcelo Katayama fundador do site. Atua como consultor de marketing digital para pequenas empresas de forma autônoma e atua com marketing de afiliados. Atualmente é o maior blogueiro imparcial de colchões do Brasil, com mais de 30 mil visitantes únicos por Mês (SEMRUSH E GA) Trabalhou 10 anos no mercado de colchões como vendedor, gerente comercial de lojas e analista de marketing. Atuou em agências como FBS Midia e Grupo RBS como executivo de contas e foi Gerente de Relações Públicas no Grupo Colombiano JOM. Formado em análise de sistemas pela FATEC-SP com especialização em Google Ads Expert Search pela Goobec Brasil

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!